sexta-feira, 30 de setembro de 2011

QUE VOCÊ FARIA NO LUGAR DELE


29/09/2011 às 06h40min - Atualizada em 29/09/2011 às 06h40min
TAMANHO DA FONTEA-A+
Pastor evangélico pode ser condenado à morte no Irã

O pastor evangélico Yusef Nadarjani, acusado de apostasia --abandono do culto religioso-- por ter deixado o islamismo há 15 anos, se negou pela terceira vez nesta quarta-feira a aceitar o Islã perante uma audiência na cidade de Rasht, capital da província de Gilan, no Irã.


Com a recusa, o pastor de 34 anos poderá ser condenado à morte de acordo com a legislação religiosa do Irã.


"Perguntaram pela terceira e última vez se ele está arrependido de ter abandonado o Islã e ele respondeu que não, pois, antes de se converter ao cristianismo, não tinha fé", disse o advogado de defesa, Mohamad Ali Dadjah, que acrescentou estar convencido de que seu cliente será absolvido.


Dadjah ressaltou que, durante a audiência, fez alusão aos tratados internacionais dos quais o Irã é signatário e, portanto, obrigado a respeitar e aplicar a liberdade religiosa.


O advogado também citou aos juízes estudiosos do islamismo que afirmam que abandonar a religião muçulmana não é motivo para ser aplicada a pena de morte, ainda que a lei iraniana a contemple.


Para Dadjah, os tribunais iranianos "não estão em posição de executar" a pena de morte nesse caso, como prevê a Sharia (lei islâmica). De acordo com essa lei, cabe a pena de morte aos muçulmanos que tiverem abandonado a fé islâmica e não tenham se arrependido, após serem questionados por três vezes sobre o arrependimento.


Na terça-feira (27), Dadjah disse que, caso o pastor seja condenado, ele vai recorrer novamente ao Tribunal Supremo do Irã. Em 5 de julho, o Tribunal Supremo anulou a pena de morte e devolveu o caso à Audiência Provincial de Gilan.


Se a pena for confirmada e o Tribunal Supremo não aceitar o recurso, Nadarjani ficará à disposição do departamento que se encarrega das condenações no sistema judiciários iraniano.


Nadarjani, que segundo a lei iraniana é originalmente muçulmano por ser filho de muçulmanos, se converteu ao cristianismo aos 19 anos e atualmente é pastor de um grupo evangélico. Ele foi detido em outubro de 2009 e processado por apostasia --abandono do culto religioso.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

DEUS PROCURA



DEUS QUER PESSOAS DE QUEM ELE POSSA DEPENDER. ELE PÔDE DIZER DE ABRAÃO - EU O TENHO CONHECIDO, QUE ELE HÁ DE ORDENAR A SEUS FILHOS...PARA QUE O SENHOR FAÇA VIR SOBRE ABRAÃO O QUE ACERCA DELE TEM FALADO, DE DEUS SE PODE DEPENDER ; ELE QUER QUE NOS SEJAMOS À SUA SEMELHANÇA , FIRMES, APOIÁVEIS, ESTÁVEIS . E É ISTO QUE É FÉ .
DEUS ESTA PROCURANDO HOMENS EM QUE ELE POSSA PÔR O PESO DE TODO O SEU AMOR, SEU PODER E SUAS FIÉIS PROMESSAS . AS MAQUINAS DE DEUS SÃO BASTANTE FORTES PARA ARRASTAR QUALQUER PESO QUE PRENDAMOS A ELAS. INFELIZMENTE O CABO QUE LIGAMOS À MAQUINA MUITA VEZES É FRACO DEMAIS PARA SEGURAR O PESO DA NOSSA ORAÇÃO. POR ISSO , DEUS ESTA NOS EXERCITANDO E DISCIPLINANDO PARA FICARMOS ESTÁVEIS E SEGUROS NA VIDA DE FÉ. QUE APRENDAMOS AS LIÇÕES E SEJAMOS FIRMES .
DEUS SABE QUE VOCÊ PODERÁ SUPORTAR ESSA PROVAÇÃO, SENÃO ELE NÃO A TERIA ENVIADO. É A CONFIANÇA DELE EM VOCÊ QUE EXPLICA AS TRIBULAÇÕES DA VIDA, POR MAIS AMARGAS QUE SEJA , DEUS CONHECE AS NOSSAS FORÇAS, E MEDE-AS ATÉ AO ÚLTIMO CENTÍMETRO. NUNCA FOI DADA A NINGUÉM UMA PROVAÇÃO MAIOR DO QUE AS SUAS FORÇAS, POR MEIO DE DEUS, PUDESSEM SUPORTAR.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

A PRISÃO COM DEUS



QUANDO DEUS NOS DEIXA IR PARA A PRISÃO POR CAUSA DO SEU SERVIÇOS, E VAI PARA LÁ CONOSCO, É COMO SE A PRISÃO FOSSE O LUGAR MAIS FELIZ DO MUNDO PARA SE ESTAR. JOSÉ PARECE TER PROVADO ISSO. ELE NÃO FICOU AMUADO E DESANIMADO OU REBELDE PORQUE TUDO ERA CONTRA ELE . NÃO; SENÃO O CARCEREIRO NÃO TERIA CONFIADO NELE DAQUELA MANEIRA . PARECE QUE JOSÉ NEM CHEGOU A TER AUTO PIEDADE.
LEMBREMOS-NOS DE UMA COISA : SE DEIXARMOS A AUTO PIEDADE SE ALOJAR EM NÓS , SERÁ NOSSO FIM - ATÉ QUE ELA SEJA COMPLETAMENTE AFASTADA DE NOS . JOSÉ SIMPLESMENTE DEIXOU TODAS AS COISAS COM DEUS, EM ALEGRE CONFIANÇA, E ENTÃO O CARCEREIRO DEIXOU TUDO COM JOSÉ. SENHOR JESUS, QUANDO AS PORTAS DA PRISÃO SE FECHAREM SOBRE MIM, CONSERVA-ME CONFIANTE E CONSERVA ABUNDANTE E COMPLETO O MEU GOZO. PROSPERA A TUA OBRA A TRAVES DE MIM, NA PRISÃO: MESMO ALI, FAZE-ME VERDADEIRAMENTE LIVRE.

APRENDI A AMAR O ESCURO DA TRISTEZA, PORQUE ALI VEJO O BRILHO DA SUA FASE

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

LEIA ISSO


José Luis de Jesús Miranda (Ponce, 22 de abril de 1946) é o líder religioso, fundador da Creciendo en Gracia (Growing In Grace International Ministry, Inc.), um movimento que afirma ensinar a "doutrina da Graça". Ele afirma ser Jesus Cristo e o também oAnticristo, e possui uma tatuagem do número "666" em seu antebraço.[1] Ele se autodenominda como "Jesucristo Hombre"[2][3].

A sua igreja proclama-se o “Governo de Deus na Terra” e possui um símbolo similar ao dos Estados Unidos.

Agora afirma-se o anticristo, manda os seguidores tatuarem o ‘número da besta’ (666) no corpo e queima crucifixos. Ao contrário do que se possa pensar, é cada vez mais popular. O '666' tatuado é associado ao mal, mas segundo José Luiz, é um mal-entendido. Deus disse que o 'anticristo' é a melhor pessoa na Terra. O anticristo significa que não deve olhar para Jesus Cristo pois ele não eracristão.

Ministério Internacional Creciendo em Gracias – UM OUTRO EVANGELHO!
“Vocês são todos abençoados”, diz o líder, ao abrir a reunião. Em seguida, em meio a aplausos e murmúrios de frases nada convencionais, ordena que as pessoas digam que “esteja ativada a mente de Cristo”. Apesar de certas frases e a liturgia serem semelhantes à de algumas igrejas evangélicas, todavia, estamos diante de um dos grupos pseudocrístãos mais perigosos que têm surgido nos últimos tempos: o Ministério Creciendo em Gracias (Crescendo em Graça), o qual, daqui por diante, chamaremos de MCG.O MCG se mostra um movimento muito fértil em produzir heresias. Tais desvios doutrinários, por vezes, vêm camuflados com nomes atrativos, como, por exemplo, “cápsulas de graça”, que segundo eles, nada mais são do que “o resumo de um fundamento da doutrina da graça que contém a posição tradicional e desviada dos religiosos…”.



Neste artigo, pretendemos expor os ensinos pregados por esse movimento para que o povo de Deus, não sejam levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente” (Ef 4:14)

Toda a nossa pesquisa está baseada no site oficial do MCG.

ORIGEM DO MOVIMENTO

Seu idealizador foi o porto-riquenho José Luiz de Jesus Miranda, mais conhecido como “o apóstolo”, fundador e líder do MCG. Não nos deteremos em refutar todas as heresias concernentes à sua pessoa, mas somente as heresias que consideramos de maior importância para a manutenção da ortodoxia doutrinária.

A sede mundial do MCG fica em Miami, Flórida, EUA. Fundado por volta de 1986, o movimento chegou ao Brasil dez anos atrás, aproximadamente.(1) Atualmente, a central do movimento por aqui fica em Guadalupe, bairro do Rio de Janeiro, RJ. O MCG alega que está presente em todo o continente americano e na Austrália, perfazendo um total de 24 países. No Brasil, estão fixados em nove Estados, sendo que em São Paulo possui seis igrejas, as quais denominam “centros educativos”. Mantêm ainda vários programas de rádio e TV.

Poderá também gostar de: